até onde?

Há uma linha que separa o que gostaríamos de poder fazer daquilo que os nossos corpo  e mente efectivamente nos permitem. Fugir, às vezes, é o melhor remédio, e não é fácil fazer perceber isso a quem vê de fora. Mas nós, aqueles que já comem ração de combate há muito,  aprendemos que esses limites têm que ser respeitados, de maneira a não nos perdermos (mais uma vez) também. No fundo, as coisas são como são, isto é tudo uma selva… Salve-se quem puder!

Anúncios
até onde?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s