comichões que eu tenho

Trabalhar num sítio onde 75% dos colaboradores dão erros ortográficos que eu não dava na escola primária e ganhar menos (às vezes muito menos) que qualquer um deles.

Anúncios
comichões que eu tenho

4 pensamentos sobre “comichões que eu tenho

  1. Eu percebo o feeling. E estar num sítio em que alguém te diz que (e estou a lembrar-me de poucos):
    – “eu estive para ir a Dublin mas não fui porque me disseram que a cidade era igual a Coimbra”;
    – dizes que nas férias vais a Edimburgo e te perguntam onde é isso. Dizes que é na Escócia e te dizem “ah… não estou bem a ver onde é, fica perto de que país”?
    – afirmam cheios de convicção que “a probabilidade de nascer rapariga é maior que rapaz”, e tu tentas explicar, com calma e paciência, que nós que o óvolo é uma célula e tem um cromossoma X, que o espermazoide é uma célula tb especial, que pode ter um cromossoma X ou Y, e que dependendendo do espermazoide que correr mais rápido é que o bebé nasce menino ou menina e a pessoa diz-te “não é nada, eu li um estudo, a probabilidade de ser rapariga é mt maior que a de ser rapaz”… e tu respondes “ok…..”
    – te dizem “tenho uma música para te mostrar que és capaz de gostar”, e me mostram uma música brasileira muito ao bom estilo setanejo do Leandro e Leonardo e soltas um… “hum… não é muito o meu estilo”, e a pessoa diz “não gostas de música brasileira é?”, gosto muito, mas prefiro Muisca Popular Brasileira, do estilo Caetano Veloso e te dizem… “quem é esse?”

    A sério… às vezes aqui acho que estou a ficar burra! 🙂

    1. I hear you sister!
      É muito triste ver e ouvir este tipo de barbaridades e depois ainda ser olhada de lado como “a loira que vem de línguas, ‘tadita dela”. Infelizmente, por mais que digam que não e que estejamos num meio onde se supõe que haja um espírito avant-guarde, nós mulheres ainda somos obrigadas a provar mais do que os homens… Isto sem querer soar a feminista desesperada! 🙂

      1. Ahah! 🙂 A minha prespectiva é um bocadinho diferente. Eu (ainda) não senti a parte do ter que provar mais que eles, mas percebo o que dizes. Eu venho de curso em que acho que só 50% das pessoas (e estou a ser simpática) é que são “normais” (há cromos em Informática que são uma coisa surreal), e mesmo desses, há uma parte que não gosta de ler, não vê notícias, e tem a cultura geral de uma ervilha. E depois ainda te calham em sorteio para fazerem parte do grupo, e têm que escrever relatórios em comum, e dás contigo feita professora primária, a tirar e por virgulas, a estruturar texto e dizer-lhe que não é nada correcto começar 4 frases seguidas com “E depois fizemos assim:” sem revirares os olhos. 😀

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s