poupem-me os jantares histérico-temáticos e homens ken de tanga

«Não precisamos desta merda.

Não precisamos de paternalismos. Não precisamos de ramos de flores. Nâo precisamos que nos ofereçam cafés. Não precisamos de discriminação positiva. Não precisamos de almoços especiais em restaurantes. Não precisamos de ursinhos de peluche. Não precisamos de um dia especial. Precisamos de que todos os dias sejamos respeitadas por aquilo que fazemos. Precisamos de não ter de trabalhar mais para sermos reconhecidas. Precisamos de ganhar o mesmo ordenado que qualquer outra pessoa que faça o mesmo que nós. Precisamos de não morrer às mãos dos nossos namorados e maridos. Precisamos de não ter de tomar conta dos filhos sozinhos. Precisamos de não ter todas as responsabilidades de gestão do lar a nosso cargo. Precisamos de não ser abandonadas no meio da rua sem nada após uma vida de dedicação exclusiva aos filhos e ao marido. Precisamos de poder andar na rua com a roupa que nos apetecer sem sermos agredidas verbal ou até fisicamente. Precisamos de ter a liberdade para estudar, conduzir e trabalhar. Precisamos de ter a liberdade de sair de casa sempre que quisermos. Precisamos que não nos matem à nascença por causa do nosso género. Precisamos de não ouvir constantemente as mesmas piadas estereotipadas e absurdas. Precisamos de aparecer em livros e filmes como personagens complexas e não como meros adereços. Precisamos de que valorizem o trabalho que fazemos em casa e que ninguém vê. Precisamos de não ser insultadas porque dizemos que não ou temos opiniões assertivas. Precisamos de não ser chamadas de fúteis e superficiais por tudo e por nada. Precisamos que não partam sempre do princípio que resolvemos tudo, que tratamos de tudo, que temos tudo sempre sobre controlo. Precisamos de não nos tratem como criadas dispostas a tudo. Precisamos de não ser sempre consideradas como o elo mais fraco. Precisamos que nos deixem expressar as nossas opiniões. Precisamos de ter acesso às mesmas condições e oportunidades de trabalho. Precisamos de ser retratadas nos media de forma justa. Precisamos de respeito todos os dias do ano. Não precisamos desta merda.»

Anúncios
poupem-me os jantares histérico-temáticos e homens ken de tanga

5 pensamentos sobre “poupem-me os jantares histérico-temáticos e homens ken de tanga

  1. RitaBap. diz:

    Não podia estar mais de acordo!!
    Respeitemo-nos e não banalizemos um dia especialmente dedicado a nós com jantares de bandoletes com pilinhas na cabeça e gritos histéricos a enxovalhar os homens… deus!! :/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s