Isaura de Jesus

A minha bisavó tem um nome simples, que facilmente se associaria a uma qualquer personagem famosa, e uma personalidade que também não fica atrás. Simples, mas incomparável.

A minha bisavó faz hoje 98 anos e, apesar de quase surda,  está completamente lúcida. Fala muito alto e adora cantar. É super curiosa. Consegue saber a vida que levam todos os filhos, netos e bisnetos (não fiz bem as contas, mas todos juntos somos mais que 30), e mais umas dezenas de pessoas das redondezas.

A minha bisavó já viu morrer dois maridos e dois filhos, já adoeceu gravemente várias vezes, não sabe ler nem escrever, e pelos cuidados que agora inspira vive num lar de 3ª idade. Ainda assim é possivelmente a pessoa mais bem disposta que eu conheço, e eu visito-a sempre que posso.

A minha bisavó, desde que a conheço, não acredita em más intenções e parece-me que sempre foi pessoa de perdão fácil. Quando visito a minha bisavó percebo que as boas pessoas, as que não guardam rancores nem esperam sempre a próxima facada nas costas, vivem mais anos e são mais felizes.

Talvez o segredo da longevidade seja não esperar demasiado na vida.

Porque as homenagens fazem mais sentido enquanto andamos neste mundo, Parabéns avó do lenço!

378475_10151262990904863_2005200843_n

Anúncios
Isaura de Jesus

4 pensamentos sobre “Isaura de Jesus

  1. O meu avô tem 89, está lúcido mas eu sinto-o muito cansado. Ler-te a falar de uma senhora de 98 anos a cantar é tão bom. 🙂 É daqueles “pequeno prazeres” que merecem ser apreciados. Eu diria mais: “Talvez o segredo para a longevidade seja aproveitar da melhor forma o que a vida nos dá”.

    1. A Isaurinha também tem os seus dias menos bons em que está mais cansada, como é próprio da idade, claro! Mas tem sempre uma opinião a dar. O segredo também pode estar no copo de vinho que não dispensa à refeição 😀

  2. Le R. diz:

    Na volta, somos da mesma família. A minha avó materna chamava-se Maria José (o que ficava lindo com o Jesus, porque fazia o presépio completo!) e a minha avó paterna chamava-se Florinda de Jesus (sim, Jesus runs twice in the family). Tempos houve em que me irritava ter esse nome que eu achava tão provinciano (tens de desculpar, era o pedantismo da adolescência saloia) e irremediavelmente cristão; agora, acho-o um mimo e uso-o recorrentemente em private jokes («Ai Jesus!», diz alguém e eu retruco sempre «Diga?», por ex.). Olha, estou praqui a divagar… Bjinhos à tua bis-nana!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s